ReviewsFilmesThe Power of the Dog

Um rancheiro autoritário trava uma guerra de intimidação contra a nova esposa do irmão e o seu filho adolescente, até os segredos escondidos se revelarem.
16 de Maio, 2022172
Ano
2021
Duração
2h 6min
Classificação
14+
Realizador
Jane Campion
Elenco
Benedict Cumberbatch, Kirsten Dunst, Jesse Plemons, Kodi Smit-McPhee
Score Final
Apreciação Flick
Um filme que não faz jus ao hype.

Dividida por capítulos, a história começa quando, na década de 20, dois irmãos tentam gerir o rancho que herdaram dos pais.

Enquanto Phil (interpretado por Benedict Cumberbatch) é o típico cowboy rude e autoritário, George (Jesse Plemons) é tímido e educado. Ambos têm visões diferentes sobre a vida e os negócios. Mas a brutalidade de Phil vai ganhado camadas ainda mais assustadoras quando o seu irmão traz para casa a sua nova esposa, Rose (Kirsten Dunst), acompanhada do seu filho adolescente Peter (Kodi Smit-McPhee). Phil está decidido a confrontar esta união e fará de tudo para destabilizar a mente da sua cunhada.

 

 

Nomeado para o Óscar de Melhor Filme, Melhor Ator, Melhor Ator Secundário, Melhor Atriz Secundária, Melhor Fotografia e tendo ganho o prémio para Melhor Realizador… ‘The Power of the Dog‘ não esteve à altura do que esperava.

De uma perspectiva técnica, o filme realizado por Jane Campion é muito bom. A cinematografia é deslumbrante, a música é linda e a banda sonora do piano, juntamente com os instrumentos de corda funcionam muito bem juntos. No entanto, não foi um filme particularmente fácil de ver. Para além da longa duração, o ritmo da trama também não ajudou.

 

 

Phil era a única personagem minimamente interessante. Todos os outros parecem ser apenas usados como acessórios para a sua história. Nenhum deles tem um alcance emocional que agarre o espectador. O que prova, na minha opinião, que o filme apresenta alguns problemas com a escrita.

No entanto, todos os atores estão de parabéns. Benedict Cumberbatch entrega-nos uma grande performance, provando mais uma vez ser um grande ator. Kirsten Dunst também está fantástica mas atraiçoada pelo guião, não lhe dando o destaque que merecia. Smit-McPhee e Jesse Plemons dão o seu melhor mas assim como Kirsten, o guião não os torna cativantes. Smit-McPhee ainda se consegue aguentar devido à conexão que ganha com a personagem de Cumberbatch, mas nada memorável.

 

 

Além disso, o enredo parece arrastar-se demasiado, não sabendo quando deve acabar. E por falar em finais, o desfecho do filme é totalmente inesperado e, sinceramente, não me causou qualquer tipo de emoção.

Talvez me esteja a escapar alguma coisa e tenha que o rever, mas por agora ‘The Power of the Dog‘ é uma grande desilusão. Definitivamente não fez jus ao hype.

 

 

Explora mais por aqui

Moon Knight

Moon Knight

7 de Maio, 2022
170
X

X

2 de Maio, 2022
211