ReviewsFilmesEternals

Quando criaturas monstruosas, os Deviants, há muito tempo dadas como extintas, regressam misteriosamente à Terra, os Eternals são forçados a reunir-se para, mais uma vez, defender a humanidade.
16 de Maio, 2022854
Ano
2021
Duração
2h 37min
Realizador
Chloé Zhao
Classificação
12+
Score Final
Apreciação Flick
Um filme incompreendido pelos críticos, talvez por ser tão diferente dos seus antecessores.

Em ‘Eternals‘ acompanhamos um grupo de dez seres superpoderosos que vieram para a Terra com uma missão específica, dada pelo ser Celestial Arishem: acabar com a ameaça dos monstros Deviants e, no processo, ajudar a humanidade a evoluir sem se envolverem nos seus conflitos. Eles chegam ao planeta nos primórdios da civilização humana e, com o passar do tempo, embrenham-se na cultura da Terra, apegando-se aos humanos.

 

 

É curioso ver como a Marvel escolheu uma diretora como a Chloé Zhao para comandar uma história de tamanhas proporções épicas como ‘Eternals‘. Não é fácil ter que lidar com 10 protagonistas, porém, a cineasta dá espaço para cada um deles ter o seu momento de brilho, por mais que o protagonismo esteja centrada em Sersi e Ikaris.

Os melhores momentos do filme surgem justamente nas interações entre os Eternals, que são como uma família um tanto ou quanto disfuncional. Apesar do foco do filme seja explorar os mistérios da criação do universo, é interessante ver como a diretora quebra outras barreiras como a primeira cena de sexo e o primeiro beijo gay no Universo Cinematográfico da Marvel.

 

 

Queria realçar a decisão mais que acertada de escolherem Gemma Chan para assumir o papel de Sersi. A atriz consegue expressar toda a gentileza e amor pela humanidade, ao mesmo tempo que consegue passear entre a sua vulnerabilidade até à sua força, ao longo do desenvolvimento da história.

Quem também tem um arco interessante é Thena, protagonizado por Angelina Jolie. Além de arrebentar nas cenas de ação (afinal, ela é a Angelina Jolie), a atriz também tem um desafio difícil com uma situação vivida pela sua personagem — a qual não vou revelar, por questões de spoilers.

 

 

O resto do elenco funciona muito bem, com bastante química e diferentes tipos de interação entre eles. Lia McHugh apresenta uma maturidade sensacional, apesar da sua idade, com uma personagem muito inteligente e sarcástica. Já Lauren Ridloff traz simpatia como Makari, a primeira heroína surda da Marvel. Dá vontade de ver mais sobre ela e também de Druig, protagonizado por Barry Keoghan.

Embora o filme falhe um pouco na hora de desenvolver a fundo a sua narrativa, consegue acrescentar personagens bastante interessantes ao Universo da Marvel, apresentando-nos a melhor fotografia de um filme da franquia até ao momento e uma edição de som que complementa muito bem todo o ambiente envolvente. ‘Eternals‘ é um filme incompreendido pelos críticos, talvez por ser tão diferente dos seus antecessores.

 

 

Explora mais por aqui

Moon Knight

Moon Knight

7 de Maio, 2022
169
X

X

2 de Maio, 2022
210