ReviewsFilmesDoctor Strange in the Multiverse of Madness

Doctor Strange terá que, com a ajuda de novos e velhos aliados, atravessar as infinitas realidades alternativas do Multiverso para enfrentar uma grande ameaça.
16 de Maio, 2022244
Ano
2022
Duração
2h 6min
Classificação
12+
Realizador
Sam Raimi
Elenco
Benedict Cumberbatch, Elizabeth Olsen, Benedict Wong, Xochitl Gomez, Rachel McAdams
Score Final
Apreciação Flick
Sam Raimi entrega-nos um dos mais belos, assustadores e incríveis filmes da Marvel.

Neste novo filme do Universo Cinematográfico da Marvel, Doctor Strange terá que, com a ajuda de novos e velhos aliados, atravessar as infinitas realidades alternativas do Multiverso para enfrentar uma grande ameaça.

 

 

 

ESTA REVIEW NÃO TEM SPOILERS!

 

 

O universo da Marvel continua em expansão. Após a Saga do Infinito, que foi concluída em ‘Avengers: Endgame‘, a Marvel Studios aposta em novas histórias e também em novas personagens. Em 2021 começou assim a Saga do Multiverso, tendo início na série ‘WandaVision‘, seguidamente em ‘Loki‘, no filme ‘Spider-Man: No Way Home‘ e agora em ‘Doctor Strange in the Multiverse of Madness‘.

Descrito como “o primeiro filme de terror da Marvel“, ‘Doctor Strange in the Multiverse of Madness‘ é sem dúvida o trabalho mais sombrio e assustador desta franquia. É um filme que foge da famosa “fórmula Marvel” e que usa diversos elementos do terror para contar a sua história. E tal feito não seria possível sem Sam Raimi.

 

 

Conhecido por realizar clássicos do terror, como ‘Evil Dead‘, e clássicos de super-heróis, como a primeira trilogia de Spider-Man, Raimi coloca todas as cartas na mesa e entrega-nos um dos mais belos, assustadores e incríveis filmes da Marvel.

Com um guião escrito por Michael Waldron, que também escreveu ‘Loki‘, o filme cria um passeio horripilante pelo Multiverso, de uma forma suficientemente inteligente que não precisa de encher a história com fan service e carradas de easter eggs. O filme foca-se mais no desenvolvimento das personagens e das suas relações, com um texto que proporciona uma imersão relativamente rara nesta franquia, sendo capaz de emocionar e surpreender o espectador.

 

 

O lado emocional é tratado com perfeição. Os momentos dramáticos são fortes o suficiente para que qualquer um de nós se conecte com a jornada das personagens.

Se no primeiro filme de Doctor Strange, tínhamos uma história de origem que se assemelhava bastante à de Tony Stark em ‘Iron Man‘, apresentando-nos um Stephen Strange egoísta e dono da razão, agora em ‘Multiverse of Madness‘ vemos uma nova faceta do herói, que amadureceu e que aprendeu algumas lições. E Benedict Cumberbatch dá mais uma vez vida à personagem na perfeição.

 

 

Mas é Elizabeth Olsen que carrega o filme às costas. O mergulho no terror é incrivelmente bem desenvolvido graças à sua atuação. Se Olsen já tinha mostrado o seu talento em ‘WandaVision‘, ‘Multiverse of Madness‘ não é só o seu melhor trabalho no Universo Cinematográfico da Marvel, como o melhor da sua carreira até ao momento.

 

 

Outro destaque vai para Xochitl Gomez, cujo carisma encanta o suficiente para que America Chavez rapidamente se torne acarinhada pelo público. A jovem atriz impressiona com uma atuação cativante e chega ao UCM com o pé direito, como uma forte candidata a liderar as próximas fases da franquia.

 

 

Quanto à parte visual, Sam Raimi monta um espetáculo digno de uma personagem como Doctor Strange. Seja quando este está a viajar entre várias realidades ou quando tem que enfrentar inimigos, ‘Multiverse of Madness’ tem todo o cuidado de forma a que cada cenário seja único e inesquecível, por mais curto que seja o seu tempo de ecrã. De uma forma grandiosa, o filme brinca com os visuais e estilos diferentes, abrindo assim portas para que outros realizadores explorem as técnicas aqui deixadas no futuro da franquia.  As cenas de ação também impressionam, com sequências capazes de rivalizar ‘Avengers: Infinity War’ e ‘Avengers: Endgame’.

 

 

Danny Elfman está mais uma vez de parabéns, entregando uma banda sonora que complementa muitíssimo bem todo o ambiente envolvente do filme.

Fugindo à “fórmula Marvel‘, Sam Raimi entrega um dos melhores filmes da Marvel, apoiado por um excelente elenco e por uma pitada de terror. ‘Multiverse of Madness‘ tem tudo o que alguns filmes de hoje em dia precisam.

 

 

Explora mais por aqui

Moon Knight

Moon Knight

7 de Maio, 2022
169
X

X

2 de Maio, 2022
210
The Power of the Dog

The Power of the Dog

30 de Abril, 2022
171